Este blogue tem conteúdo adulto. Quem quiser continuar é risco próprio; quem não quiser ler as parvoíces que aqui estão patentes, só tem uma solução.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Conversa de caserna

Sargento A: Meu tenente, eu tenho uma coisa para lhe contar mas estou com um pouco de vergonha.
Tenente A: Diga lá meu sargento, sem medos.
Sargento A: Eu digo mas tem que prometer que não conta a ninguém.
Tenente A: Mau... é assim coisa tão séria?
Sargento A: É que a tenente C contou-me que a sargento D lhe confessou que o achou muito simpático na última saída de campo.
Tenente A: É normal meu sargento.
Sargento A: Pode ser, mas a verdade é que ela já sonha com a próxima saída... para o conhecer melhor...


Tenente A (pensando para si próprio): Se vocês soubessem...


6 comentários:

Francisco disse...

Desenvolve lá isso :O

Ribatejano disse...

Meu caro Francisco, será que é preciso?

João Roque disse...

Vê-se mesmo que nunca andaste na tropa, hehehe...
o "meu" só se usa para para patentes superiores; está bem aplicado quando o sargento diz: "meu" tenente, mas nunca um tenente diz para um sargento "meu", será sempre "nosso"...Pormenores idiotas talvez, mas é assim...

João Eduardo disse...

Ai os ares do campo, dão cá um apetite....

Ribatejano disse...

João Roque

Acabaste de estragar a piada. grrrr

hahaha

Ribatejano disse...

João Eduardo

Ares do campo?!