Este blogue tem conteúdo adulto. Quem quiser continuar é risco próprio; quem não quiser ler as parvoíces que aqui estão patentes, só tem uma solução.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Acabei de beber uma garrafa de tinto

Não se se deva abrir a segunda.

Não sou muito de beber. Há quem beba por beber, como se fosse simples água. Eu digo que bebo para esquecer, embora me lembre de todas as vezes que passei da conta.

Beber para mim é, acima de tudo, um prazer. Gosto de provar. De me fazer de entendido. Gosto de sentir que a minha vontade fica mais frágil e que o interior se mostra ao mundo de uma forma diferente, talvez mais descontraída.

Não sou alcoólatra. Bebo quando acho que estou a precisar. Felizmente não preciso todos os dias, só às vezes. Bebo às refeições, não a todas. Bebo após as refeições, principalmente quando me excedo nas quantidades. Faz-me bem ao organismo, à alma.

É nestas alturas que as palavras me saim de uma forma mais rápida. Pareço uma cascata. Rios de letras se alinham no cérebro, esperando saírem a toda a velocidade. Esperando formar palavras e frases consistentes.

Há quem beba por egoísmo. Eu sou só egoísta comigo mesmo, pelo que bebo por mim e não pelos outros. Não é um escape, é apenas um prazer, como já escrevi anteriormente.

Gosto de bebidas doces, há quem diga que são de menina. Talvez eu seja uma menina a beber (loool). Ou talvez tente ser um homem com agá grande, pois aqui no campo sempre se diz que os homens são quem bebem. As mulheres apenas provam.

O vinho tinto é um prazer recente, pois prefiro as bebidas estupidamente frescas. Mas o tinto não se dá com baixas temperaturas, só com a correcta. O branco e o rosé e o verde é que são amigos do frio, pelo que bebê-los à mesma temperatura que o tinto é um disparate.

Gosto de bebidas brancas, desde que doces: licores principalmente. Esquisito... bebo vodca, desde que seja puro. Álcool quase puro. E de aguardente velha, digestiva.

Bebo porque bebo. Não é uma necessidade, é apenas uma prazer ( três vezes é demais, sinal que está na hora de parar).


10 comentários:

João Roque disse...

Estás mas é bêbado, eheheh...

Ribatejano disse...

Podes crêr.

O pior é o dia seguinte...

Francisco disse...

Também gosto muito de vinho tinto, de preferência Charamba ;)

Faz bem beber um copo de vinho, anima a alma e faz bem ao curação ahahahahahahhahahahahahahah

Ribatejano disse...

Mas eu abusei e estou a pagar por isso.

Ai ai ai...

Margarida disse...

temos hemingway :)
só porque estás na terra dos touros, agora não faças uma fiesta. bebe com moderação e sozinho é uma seca. arranja companhia.
o que são bebidas de meninas? um licor de whisky? para mim um bushmills, mas está pela hora da morte :P

Ribatejano disse...

Esqueci de te pedir o contacto, convidar-te-ia com muito prazer.

:D

Margarida disse...

tens o meu mail e o meu contacto no fb, quando passares pela capital, diz alguma coisa e marcamos :P

Ribatejano disse...

Vou já anotar.

João Eduardo disse...

##
campismo ! que ótimo, que saudades...

Ribatejano disse...

João Eduardo, este comentário deve estar no sítio errado mas mesmo assim vou comentar. ;)

Bora fazer campismo?