Este blogue tem conteúdo adulto. Quem quiser continuar é risco próprio; quem não quiser ler as parvoíces que aqui estão patentes, só tem uma solução.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Atum

Vou dedicar esta publicação a quem continuamente tenta esquecer as suas raízes. A quem esquece de como o mundo de formou.

Hoje, apesar do governo tentar fazer-nos esquecer, é o primeiro dia de quaresma. Daqui até à Páscoa vão 40 dias. E é por ser quaresma que vou cumprir a tradição de não comer carne.

Decidi assim experimentar uma receita que encontrei ali na minha cozinha: pudim de atum.

Até comprei uma nova forma. lol


PS: Um comentário à última novidade da igreja católica ficará para outra altura, quando os ânimos estiverem mais calmos.



6 comentários:

Francisco disse...

Não te esqueças que marinheiro é peixe lolololol

sad eyes disse...

E há que respeitar a liberdade que querer e de não querer.

Ribatejano disse...

Não há marinha por aqui Francisco.

Ribatejano disse...

sad eyes

Este blogue é totalmente a favor da liberdade, excepto nos casos em que eu o refira.

João Roque disse...

Comer peixe por gosto é bom; por devoção é estúpido...

Ribatejano disse...

Junta-se a tradição à saúde!