Este blogue tem conteúdo adulto. Quem quiser continuar é risco próprio; quem não quiser ler as parvoíces que aqui estão patentes, só tem uma solução.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Um dia de Outono

Acabei de jantar e desta vez não vou dizer o que foi, por duas boas razões: primeiro porque este espaço não é maioritariamente dedicado à culinária e meus respectivos dotes; segundo, porque corro o risco de ver à minha porta alguns dos incautos passantes e/seguidores para me "filarem" uma refeição (não me importava nada até).

Tive hoje mais um vulgar dia de Outono. Não sei se deveria chamar de Outono pois na verdade esta estação não tem realmente dado o ar de sua graça. Hoje o dia esteve muito bom, apesar de se esperar uma baixa na temperatura. O dia profissional correu sem qualquer sobressalto.


Saí e fui gastar dinheiro. Gosto de gastar dinheiro. mas ao contrário de muita gente que compra coisas que acabam por não lhes servir de nada, só adquiro aquilo que realmente necessito. Acabei por visitar um dos centros comerciais chineses aqui da zona e comprar um espremedor e um frasco de álcool (ok, informação desnecessária).



Cheguei a casa e após a normal lambidela do canito à minha mão, enquanto abro o portão, entrei em casa. Olhei para os "biscates" que à muito esperam ser terminados e decidi aconchegar-me confortavelmente no sofá, abrir o portátil e navegar pelo mundo virtual. Li algumas mensagens, visitei alguns blogues, dormi enquanto ouvia música... raio de sofá tão confortável.


O canito teve sorte em jantar primeiro que eu. Dá-me cabo do juízo o rapaz, mas que se há-de fazer? É um companheirão. Além disso se não quisesse algo assim teria comprado um cão de loiça ou de peluche... mas não seria a mesma coisa.


Agora estou por aqui (quando lerem já não estarei, claro) e dentro em pouco vou sair. Gosto de conduzir de noite e é isso que vou fazer. Digamos que é a minha extravagância da noite, gastar um pouco de combustível. Aproveito para ir carregar o telemóvel, pois já o devia ter feito na semana passada.

É assim o dia de um Ribatejano no oeste, num dia de Outono... ou talvez, mais um dia de um rapaz solteiro.



PS: Obrigado aos passantes que me vão contactando a felicitar-me por este novo espaço. Também acho que a imagem do blogue lhe dá um ar mais sofisticado. Já quase esqueci o espaço anterior. Às vezes é preciso darmos uns tombos para vermos que precisamos de mudar para melhor... e este espaço é a prova dessa aprendizagem.

4 comentários:

pinguim disse...

Um excelente post sobre um dia normal, mas cheio de pequenas coisas que lhe dão algum encanto. Dou-te o exemplo do canito...

Ribatejano disse...

Só um pinguim para ver a beleza nas coisas mais insignificantes. lol

Francisco disse...

gostei muito, voltarei :)

Ribatejano disse...

Volta sempre Francisco. É bem vindo quem vier por bem.