Este blogue tem conteúdo adulto. Quem quiser continuar é risco próprio; quem não quiser ler as parvoíces que aqui estão patentes, só tem uma solução.

sábado, 26 de novembro de 2011

Um sonho de menino

Vinte anos passaram e o sonho do menino caiu por terra.

Estudar para ter uma profissão. Encontrar aquela que seria a companheira para a vida. Casar. Ter filhos. Viver a vida sem sobressaltos. Netos.

O sonho foi-se tornando utopia ao passar do tempo. As vontades foram outras e as circunstâncias contrariaram as expectativas. Parte foi realizado, mas muito ficou por se tornar realidade.

E o futuro? O futuro a Deus pertence. Há que viver o presente dia-a-dia. Há que viver...

2 comentários:

pinguim disse...

No que respeita a casar, ter filhos, netos, seria sonho teu ou dos teus (familiares)?

Ribatejano disse...

Caro Pinguim... o menino sempre teve os seus próprios sonhos.